Meio-campista Renato em treino do Peixe para a partida diante da equipe colombiana pelo torneio internacional (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Meio-campista Renato em treino do Peixe para a partida diante da equipe colombiana pelo torneio internacional (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Santos e Independiente Santa Fe se enfrentam hoje (4), às 20h45 (de MS), no estádio do Pacaembu, palco onde o Alvinegro Praiano está há 18 partidas invicto. À disposição do técnico Dorival Júnior, o volante Renato fará seu 26º jogo pelo Peixe na maior competição de clubes do continente.

O Alvinegro Praiano lidera o grupo 2, com cinco pontos, um a mais que o adversário desta noite. The Strongest-BOL, com quatro, e Sporting Cristal-PER, com três, enfrentam-se hoje, às 18h30, em La Paz.

Jogador do elenco que mais vezes atuou neste campeonato, o camisa 8 santista sabe muito bem o que é necessário para superar a equipe colombiana nesta quarta rodada.

“Sabemos que o Santa Fe é um time que gosta de jogar no contra-ataque. Eles têm jogadores rápidos pelas laterais e altos na área. Essas jogadas nas laterais são perigosas, eles cruzam muitas bolas. Também sabemos que eles marcam bem, mas vamos tentar encontrar espaço. Temos de fazer um gol na primeira oportunidade para que eles possam se abrir e dar espaços, assim poderemos aproveitar mais nossos ataques”, comentou.

Meio-campista pede atenção aos contra-ataques dos colombianos

Autor de um gol na vitória por 2 a 0 sobre o The Strongest, no dia 16 de março, na Vila Belmiro, Renato quase balançou a rede contra o Santa Fe em Bogotá (COL). Na primeira etapa, arriscou duas vezes de fora da área e viu a bola passar rente à trave do goleiro Castellanos. Concentrado, o atleta de 37 anos quer aproveitar ao máximo as jogadas de criação do Peixe.

“Nós vamos sair para buscar a vitória, só isso nos interessa. Claro que teremos de ter atenção para não levarmos contra-ataques. Queremos terminar todas as nossas jogadas com finalizações para não sermos surpreendidos. Vou arriscar novamente se tiver oportunidade, mas o mais importante é ajudar a equipe. Trabalhamos firme para fazer uma boa partida”, ressaltou o jogador. (Com Luciano Shakihama)